EUA querem manobras militares no Suriname

O governo dos EUA pediu ao Suriname para que as Forças Armadas dos dois países façam manobras militares conjuntas em 2002. A informação é do ministro da Defesa do país sul-americano, Ronald Assem. Ele fez o anúncio logo depois de receber do embaixador dos EUA, Daniel Johnson, uma doação de US$ 575 mil em equipamento médico militar norte-americano. De acordo com o porta-voz do Ministério da Defesa do Suriname, Derrick Beeldsnijder, o governo do país deverá decidir sobre a proposta dentro de duas semanas. "A decisão final será do presidente Ronald Venetiaan, mas o ministro Assem já mostrou disposição de realizar os exercícios", disse o porta-voz. Não foram divulgados detalhes sobre o tipo de exercícios que seriam realizados. O Comando Sul do Exército dos EUA, em Miami, não confirmou as informações e não havia funcionários disponíveis para fazer declarações na embaixada norte-americana em Paramaribo. As informações são da Associated Press, citada pela Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.