EUA recolhem 1,5 bilhão de ovos por contaminação

A descoberta de bactéria salmonela em ovos produzidos nos Estados Unidos já provocou um dos maiores recalls da história do país. Segundo autoridades da indústria de aves, mais de um bilhão e meio de ovos foram recolhidos de circulação para análise e tratamento. Embora não haja casos de morte relacionados à salmonela em ovos, a Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA, na sigla em inglês) está investigando a origem do expressivo aumento dos casos de contaminação entre maio e julho, que dobraram em relação ao número normal no período, para 1,95 mil.

FILIPE DOMINGUES, Agência Estado

22 de agosto de 2010 | 15h45

De acordo com a diretora de programas de segurança alimentar do Egg Safety Center (instituição que trabalha para reduzir a incidência de doenças alimentares), Krista Eberle, apenas a produtora Hillandale Farms, de Iowa, fez ontem o recall de 170 milhões de ovos que haviam sido distribuídos em 14 Estados do país. "Este é, com certeza, um dos maiores recalls que a indústria já viu", disse Eberle. Outros 380 milhões de ovos foram voluntariamente recolhidos uma semana antes pela Wright County Egg, também do Estado de Iowa.

A FDA e os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) estão buscando confirmar quantas pessoas foram contaminadas por ovos nos 14 Estados, da Califórnia ao Arkansas. A porta-voz da FDA, Pat El-Hinnawy, afirmou que há investigações de campo tanto na Hillandale Farms quanto na Wright County Egg. "Os recalls estão relacionados", declarou.

O CDC alertou que o surto pode ser ainda maior do que se relatou até o momento, porque a maioria das pessoas que ficam doentes por causa da salmonela não procuram atendimento médico. "Muito mais gente deve ter sido afetada", avisou o diretor de relações públicas do CDC, Glen Nowak.

A FDA acredita que animais roedores contaminados podem ter espalhado a salmonela. As companhias resolveram pasteurizar todos os estoques de ovos frescos para matar a bactéria. Eberle disse que parte dos ovos recolhidos poderia ser pasteurizada e usada em produtos comerciais, como suplementos alimentares líquidos de claras de ovos ou misturas para panqueca.

A salmonela costuma ser disseminada principalmente por meio do consumo de alimentos contaminados com fezes de animais, de acordo com especialistas em saúde. Registros do CDC mostram que, a cada ano, aproximadamente 400 mil pessoas são infectadas por salmonela em alimentos nos Estados Unidos. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAovossalmonelacontaminaçãorecall

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.