EUA reconhecem nove mortes em atentado à base de Bagram

O número de mortos no atentado suicida de terça-feira, 27, contra a maior base americana no Afeganistão, em Bagram, chegou a nove, depois de três afegãos que estavam hospitalizados morrerem, informou o Exército americano em comunicado.O atentado atingiu a porta da base às 10h de terça-feira (2h30 de Brasília), enquanto o vice-presidente dos EUA, Dick Cheney, que saiu ileso, estava visitando as tropas.Além do terrorista suicida, morreram um encarregado de serviços americano e outro coreano, um empreiteiro e dois trabalhadores que esperavam para entrar na base, segundo o comunicado.Além disso, o ataque feriu 21 pessoas que se recuperam nas instalações hospitalares da base, cerca de 60 quilômetros a norte de Cabul.O exército americano tinha reconhecido em outra nota a morte de quatro pessoas, assim como a Força Internacional de Assistência para a Segurança no Afeganistão (Isaf). Mas uma fonte do Ministério do Interior afegão disse que eram 15 os mortos.Um suposto porta-voz dos talebans, Qari Mohammad Yousef, reivindicou na terça-feira o ataque e disse que havia mais de 20 mortos e 30 feridos no ataque, em sua maioria soldados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.