EUA reconhecem 'vitória de propaganda' do Taleban

O comandante das forças norte-americanas e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) no Afeganistão, o general John Allen, reconheceu nesta quarta-feira que o grupo extremista Taleban obteve uma vitória de propaganda ao desfechar uma série de ataques contra alvos ocidentais e do governo afegão na capital Cabul - nos quais 27 pessoas foram mortas entre policiais, civis e insurgentes, todos afegãos. Os ataques começaram ontem e duraram mais de 20 horas. Allen afirmou, contudo, que a violência não é um sinal de vulnerabilidade na capital afegã.

AE, Agência Estado

14 Setembro 2011 | 14h36

"Eu vou reconhecer que eles conseguiram uma vitória nas operações de informação" disse Allen nesta quarta-feira, após as forças norte-americanas a afegãs terem afirmado que a situação estava sob controle. Às 9h30 da manhã de hoje, o Ministério do Interior do Afeganistão declarou que os últimos extremistas que participaram da operação haviam sido mortos. Policiais afegãos acenavam no topo dos prédios que foram usados pelos francoatiradores, enquanto outros carregavam corpos de seis extremistas mortos pelas escadas de concreto.

Onze civis afegãos foram mortos na batalha, mais da metade crianças, bem como cinco policiais afegãos, disse Allen. Além dos atiradores no topo dos prédios, o Taleban laçou quatro homens-bomba, três dos quais foram mortos pela polícia afegã antes que pudessem detonar os explosivos.

As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
EUA Afeganistão Cabul

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.