EUA reforçam segurança em prédios federais

O Departamento de Segurança Interna americano aumentou a segurança em prédios federais devido à crescente preocupação motivada pelo tiroteio no parlamento canadense na semana passada.

Estadão Conteúdo

28 de outubro de 2014 | 21h13

O secretário de Segurança Interna, Jeh Johnson, instruiu nesta terça-feira o Serviço de Proteção Federal, que protege os edifícios federais, a "reforçar a presença e segurança" em certos edifícios em Washington e em outros lugares.

Ele chamou a medida de "precaução" e citou "contínuas ameaças públicas de organizações terroristas para ataques contra a pátria e em outros lugares, inclusive contra funcionários do governo", além dos "atos de violência dirigidos a funcionários governamentais e instalações no Canadá e em outros lugares recentemente".

Johnson também afirmou que os governos estaduais e locais devem estar "igualmente vigilantes" na proteção contra ataques de uma pessoa ou um pequeno grupo de pessoas .

Funcionários de segurança nacional aumentaram as preocupações nos últimos anos sobre a possibilidade de ataques por parte de indivíduos inspirados por grupos terroristas estrangeiros, mas sem qualquer relação com eles. A falta de laços formais com grupos terroristas torna os ataques particularmente difíceis de serem detectados antes de acontecerem. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
EUACanadásegurança

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.