EUA: Regiões atingidas por nevasca retomam atividades

O nordeste dos Estados Unidos, lentamente, começa a retomar as atividades, neste domingo, após a nevasca que atingiu a região, matando, pelo menos, sete pessoas. Cerca de 650 mil casas estão sem energia e houve problemas no tráfego aéreo, rodoviário e ferroviário.

AE, Agência Estado

11 de fevereiro de 2013 | 20h27

A tempestade criou camadas de neve de até três metros de altura em várias regiões da chamada Nova Inglaterra, incluindo Nova York e outros Estados ainda marcados pelo Furacão Sandy, em outubro passado. Três províncias do Canadá também foram atingidas no final de sábado (09).

Em Nova York, a maioria das estradas foi limpa na manhã deste domingo. No Central Park, a camada de neve acumulada estava em pouco menos de um metro no início do dia. Os aeroportos LaGuardia, John F. Kennedy e Newark, que suspenderam todo os voos durante o auge da tempestade, na sexta-feira (08), retomaram o serviço, com atrasos.

A empresa de transporte ferroviário Amtrak havia informado que as viagens entre Nova York e Boston seriam interrompidas até este domingo, mas os trens, aos poucos, retomam as programações normais para Washington.

Em Massachusetts e em Connecticut, foi proibida a circulação nas ruas. "Nós temos muita neve para remover e levaremos tempo. A remoção é um requisito necessário para que possamos restaurar a energia", afirmou o governador de Massachusetts, Deval Patrick. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAtempestadeneve

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.