EUA rejeitam mudanças na resolução da ONU

O governo do presidente George W. Bush rejeitou a exigência iraquiana de mudanças na resolução aprovada pelo Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) na sexta-feira passada. Segundo o porta-voz da Casa, Branca Sean McCormack, "não há nada nessa resolução que seja negociável". Ele caracterizou como "puro teatro político" a recomendação do Parlamento iraquiano para que o presidente do país, Saddam Hussein, rejeite a resolução da ONU."Eu não acho que exista alguém que acredite que o Parlamento iraquiano tem alguma voz no que acontece ou não acontece no Iraque. Há apenas uma voz que interessa nesse regime despótico, e é a de Saddam Hussein", acusou McCormack.Horas antes, um dos filhos de Saddam havia recomendado a aceitação da resolução da ONU, desde que árabes fossem incluídos nas equipes de inspetores internacionais de armamentos que as Nações Unidas deverão enviar ao país, caso o texto seja adotado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.