EUA rejeitam troca de soldados britânicos por iranianos presos

Os Estados Unidos se negam a aceitar uma troca dos 15 militares britânicos capturados pelo Irã em águas do Golfo Pérsico por cinco iranianos detidos recentemente no Iraque pelo Exército americano, segundo uma fonte oficial citada pela "BBC".O porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Sean McCormack, rejeitou qualquer sugestão nesse sentido, segundo a rede britânica. O Governo britânico nega que os militares estivessem em águas territoriais iranianas quando foram detidos, alegando que estavam em águas do Iraque e com autorização da ONU. Os cinco iranianos detidos pelos EUA, membros da Guarda Revolucionária, são acusados de fazer parte de uma rede de fornecimento de armas e tecnologia aos insurgentes no Iraque. Segundo a "BBC", Washington trata se manter à margem da disputa entre Londres e Teerã. Um porta-voz do Pentágono disse que "a situação é delicada e está numa fase crítica".Enquanto isso cresce no Reino Unido a indignação com as pressões a que estariam sendo submetidos seus militares. Um dos britânicos capturados, Nathan Thomas Summers, pediu na sexta-feira desculpas diante das câmaras de televisão iranianas por ter entrado em águas do Irã sem permissão de suas autoridades.O primeiro-ministro do Reino Unido, Tony Blair, considerou "repugnante" a exibição dos detidos na televisão, com fins de propaganda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.