EUA retiram do Paquistão suposto lugar-tenente de Bin Laden

Um suposto lugar-tenente do milionário saudita no exílio Osama bin Laden passou para a custódia das forças americanas e foi retirado de avião do Paquistão, informou nesta segunda-feira uma fonte ligada ao governo paquistanês. Adil al-Jaziri foi levado com os olhos vendados e mãos amarradas e colocado num avião americano em Peshawar na noite de ontem, prosseguiu o funcionário sob condição de anonimato. De acordo com a fonte, o suspeito seria levado à base aérea de Bagram, logo ao norte de Cabul, a capital do Afeganistão. As autoridades paquistanesas acreditam que Al-Jaziri, detido no Paquistão no mês passado, seja membro importante da rede extremista Al-Qaeda, liderada por Bin Laden. "Ele estava sendo interrogado aqui. Trata-se de uma das pessoas importantes da Al-Qaeda. Seria possível obter informações úteis sobre ele durante investigações posteriores", disse o funcionário. Al-Jaziri, um cidadão argelino, foi preso no elegante bairro de Hayatabad, em Peshawar, na fronteira com o Afeganistão. Outro suposto membro da Al-Qaeda, o tunisiano Abu Nasim, foi detido no mesmo dia que Al-Jaziri nos arredores de Peshawar. Nenhum dos dois aparece na lista de extremistas mais procurados pelo FBI, a polícia federal americana. Quase 500 supostos membros da Al-Qaeda foram detidos no Paquistão. A maior parte deles passou para a custódia dos Estados Unidos. O Paquistão é um dos aliados do governo americano em sua guerra contra o terrorismo.

Agencia Estado,

14 Julho 2003 | 13h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.