EUA retiram mais de 11 mil soldados do Afeganistão

O general John Allen, comandante das tropas dos EUA e da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) no Afeganistão, disse neste domingo que metade da retirada de 23 mil soldados norte-americanos daquele país, planejada para este ano, já foi concluída. Em entrevista à Associated Press, Allen também afirmou que um número "significativo" de soldados dos EUA será retirado do Afeganistão em agosto e no começo de setembro. Os EUA têm eleição presidencial marcada para o começo de novembro.

AE-AP, Agência Estado

22 de julho de 2012 | 13h50

O general também disse que não se deve dar muita ênfase à retirada gradual das tropas dos EUA e da Otan, que continuarão a combater milícias e guerrilhas islâmicas afegãs até o fim de seu mandato, no final de 2014, e depois disso.

Em 2010, poucos dias depois de receber o Prêmio Nobel da Paz, o presidente dos EUA, Barack Obama, aumentou o número de militares do país no Afeganistão em 30 mil; ele retirou 10 mil soldados em 2010 e determinou que outros 23 mil saiam do Afeganistão até 30 de setembro deste ano. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.