EUA retiram mais de 11 mil soldados do Afeganistão

O general John Allen, comandante das tropas dos EUA e da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) no Afeganistão, disse neste domingo que metade da retirada de 23 mil soldados norte-americanos daquele país, planejada para este ano, já foi concluída. Em entrevista à Associated Press, Allen também afirmou que um número "significativo" de soldados dos EUA será retirado do Afeganistão em agosto e no começo de setembro. Os EUA têm eleição presidencial marcada para o começo de novembro.

AE-AP, Agência Estado

22 de julho de 2012 | 13h50

O general também disse que não se deve dar muita ênfase à retirada gradual das tropas dos EUA e da Otan, que continuarão a combater milícias e guerrilhas islâmicas afegãs até o fim de seu mandato, no final de 2014, e depois disso.

Em 2010, poucos dias depois de receber o Prêmio Nobel da Paz, o presidente dos EUA, Barack Obama, aumentou o número de militares do país no Afeganistão em 30 mil; ele retirou 10 mil soldados em 2010 e determinou que outros 23 mil saiam do Afeganistão até 30 de setembro deste ano. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.