EUA retiram pessoal "não-essencial" da Arábia Saudita

Diplomatas e funcionários americanos ?não-essenciais?, bem como suas famílias, devem deixar a Arábia Saudita, diz o Departamento de Estado dos EUA. Cidadãos americanos sem ligação com o governo também deveriam partir, recomenda o departamento. Americanos com planos de ir ao país deveriam rever a viagem, em virtude de ?potencial para novas atividades terroristas?. A partida do pessoal não está sendo ordenada, mas ?sugerida?. As despesas serão pagas pelo governo. Os americanos que decidirem ficar na Arábia Saudita ou ir para lá devem se registrar na embaixada em Riad.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.