EUA retiram sanções contra empresa israelense

Os Estados Unidos estão retirando as sanções contra uma empresa israelense acusada de vender um petroleiro ao Irã, o maior inimigo de Israel e alvo de várias sanções dos EUA e da comunidade internacional por causa do seu polêmico programa nuclear.

AE, Agência Estado

13 Setembro 2011 | 15h25

O Departamento de Estado emitiu um breve comunicado nesta terça-feira, esclarecendo a culpa sobre a venda de 2010. As penalidades sobre o Ofer Brothers Group foram retiradas, embora três entidades corporativas, indiretamente controladas pelo grupo, continuem na lista americana. A família Ofer é uma das mais ricas de Israel e quando o Departamento de Estado acusou o grupo de fazer uma transação com o Irã, em maio, isso gerou um escândalo local. A imprensa de Israel sugeriu que o governo do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu autorizou os Ofer a venderem o petroleiro ao Irã, o que o governo negou mais tarde.

Os irmãos Sammy Ofer e Yuli Ofer, dois tycoons da economia de Israel que imigraram da Romênia há várias décadas, não viveram o suficiente para ver o grupo fora da lista do Departamento de Estado. Sammy Ofer morreu em junho aos 89 anos e Yuli Ofer morreu aos 87 anos na semana passada.

"Essa ação limpa o nosso nome", disse o grupo Ofer em comunicado nesta terça-feira.

As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
EUA Ofer Irã Israel

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.