EUA revisam projeto de resolução sobre Iraque

Os EUA aceitaram revisar a resolução a ser apresentada ao Conselho de Segurança da ONU que permite a suspensão das sanções contra o Iraque e o estabelecimento de um controle americano sobre os recursos provenientes da venda do petróleo iraquiano. "Amanhã apresentaremos um texto modificado que leve em consideração os comentários recebidos", disse o embaixador americano John Negroponte.Durante a manhã e a tarde, o Conselho debateu, em particular, o papel da ONU no pós-guerra iraquiano, bem como a forma pela qual poderia ser suprimido o programa Petróleo por Alimentos, que as Nações Unidas vêm administrando desde 1996. Após a discussão matinal do Conselho, o embaixador Negroponte declarou à imprensa que espera para amanhã "uma versão modificada que possa levar em conta muitos dos comentários que fizeram chegar até nós". Em relação à votação da nova resolução, Negroponte antecipou que espera que isto possa ocorrer "durante a próxima semana, embora ainda não possamos determinar exatamente quando a resolução poderá ser votada". O prazo do programa humanitário Petróleo por Alimentos, operado pela ONU e através do qual atualmente se alivia a fome e as necessidades médicas e humanitárias básicas dos iraquianos, vence em 3 de junho e a administração em Washington não prevê sua renovação.Em Moscou, o secretário de Estado dos EUA, Colin Powell, fracassou nesta quarta-feira na hora de obter apoio do presidente Vladimir Putin para o fim das sanções.Um dos pontos reiterados pela Rússia durante a conversa com Powell é a exigência do retorno dos inspetores de armas da ONU ao Iraque, à procura das armas de destruição em massa cuja suposta existência foi a justificativa de Washington para invadir o Iraque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.