EUA: Romney promete empregos; Obama pede 'foco'

O candidato republicano Mitt Romney tentava nesta quarta-feira ganhar o voto dos eleitores de Ohio com a promessa de novos empregos, enquanto o presidente Barack Obama pedia aos eleitores democratas que mantivessem o foco na disputa eleitoral, apesar de sua admissão de derrota no debate da semana passada por ter sido "educado demais".

AE, Agência Estado

10 de outubro de 2012 | 18h02

Romney passou hoje o segundo dia consecutivo em Ohio, um Estado considerado crucial para o desfecho das eleições presidenciais norte-americana. Ele tenta manter o bom momento de sua campanha. Depois da boa atuação no debate, Romney melhorou nas pesquisas de intenção de voto e já aparece como líder em algumas delas.

O acompanhamento diário Reuters/Ipsos mostrava Romney com 45% da preferência dos entrevistados, enquanto Obama vinha logo atrás, com 44%. Trata-se da primeira vez em mais de um mês que Romney aparece à frente de Obama na pesquisa.

Enquanto isso, o Instituto Gallup iniciou ontem o tracking diário das intenções de voto dos chamados "eleitores prováveis"; ou seja, eleitores que cadastraram-se para votar e pretendem realmente ir às urnas em 6 de novembro.

Na terça-feira, Romney aparecia com 49%, enquanto Obama tinha 47%. Hoje, os dois já apareciam empatados com 48%. Quando a pesquisa envolve eleitores registrados, Obama tem 50% das intenções de voto, enquanto Romney figura com 45%. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAeleiçãocampanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.