EUA sabiam de ligação com ''''paras''''

O governo dos EUA sabia que a produtora da bananas americana Chiquita International Brands pagava a grupos paramilitares de ultradireita por proteção na Colômbia, segundo denúncias publicadas ontem pelo ?Washington Post?. Em 2003, Roderick Hills, um dos diretores da Chiquita, teria consultado o então funcionário do Departamento de Justiça Michael Chertoff (hoje secretário do interior) para saber se a prática era ilegal nos EUA.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.