EUA são ´arrogantes´ e ´estúpidos´ no Iraque, diz diplomata

Um diplomata de alto escalão do Departamento de Estado dos Estados Unidos disse no sábado à rede de notícias árabe Al-Jazira que há uma grande probabilidade de a história mostrar que os EUA foram "arrogantes" e "estúpidos" em sua administração da guerra no Iraque, informou o site da CNN.Alberto Fernandez, diretor do Escritório de Imprensa e Diplomacia Pública no Agência de Assuntos do Leste Próximo (Bureau of Near East Affairs), afirmou que "a história decidirá que função os Estados Unidos tiveram, e, se Deus quiser, tentaremos fazer o melhor no Iraque". "Mas acredito que há uma grande possibilidade (...) que haja arrogância e estupidez por parte dos Estados Unidos no Iraque", contou o diplomata. Porém, segundo um oficial de alta patente do governo Bush que não quis se identificar, "esses comentários obviamente não refletem a política (dos EUA)".Já Fernandez argumentou que "não disse nada que não tenha sido dito anteriormente por altos oficiais", se referindo à secretária de Estado, Condoleezza Rice, que afirmou: "Sei que cometemos erros táticos, milhares deles, estou certa. Mas (...) o que será julgado" é se a "decisão estratégica certa" foi feita ou não.Os comentários de Fernandez aconteceram enquanto o presidente George W. Bush se reunia com generais para discutir mudanças estratégicas no Iraque, onde a violência cresceu abruptamente nos últimos dias. Em seu último pronunciamento semanal de rádio, Bush disse que as estratégias na região estão sob constante revisão. Porém ele enfatizou: "Não tiraremos nossas tropas do campo de batalha antes que a missão esteja cumprida."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.