EUA se abstêm, e ONU retira sanções contra o Sudão

O Conselho de Segurança da ONU retirou nesta sexta-feira as sanções impostas ao Sudão em 1996, depois que os Estados Unidos acusaram o país de prestar ajuda a grupos terroristas.As medidas eram basicamente restrições diplomáticas e de viagem baixadas para pressionar o governo sudanês a entregar os responsáveis por um atentado realizado em 1995 em Adis Abeba, na Etiópia, contra o presidente egípcio, Hosni Mubarak.A maioria dos membros do CS queria eliminar as sanções, mas o governo americano, que tem poder de veto, se opunha. Na votação desta sexta-feira, os EUA se abstiveram. A Casa Branca informou que manterá, porém, sanções bilaterais contra o país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.