EUA se desculpam por chamar soldados mortos para o front

O Exército dos Estados Unidos pediu desculpas aos familiares de cerca de 275 soldados mortos ou feridos em combate, aos quais, por engano, enviou cartas convocando-os novamente para o "front"."Oficiais do Exército estão entrando em contato com as famílias dos militares para se desculparem pessoalmente por terem enviado as cartas por engano", destaca um breve comunicado do Exército.A mesma nota, divulgada na noite de sexta-feira, 5, e publicada neste sábado pelos principais meios de comunicação, explica que as bases de dados normalmente utilizadas para o envio das notificações foram "rigorosamente" revisadas para eliminar da lista os nomes de soldados feridos ou mortos em ação.No entanto, o Exército admite que, na correspondência do mês de dezembro, foi utilizada, "sem querer", uma lista anterior que não estava atualizada.O Exército "lamenta a confusão" criada e se desculpa com os familiares das soldados que receberam a correspondência por engano.As cartas foram enviadas dias depois do Natal a um total de 5.100 soldados, dos quais 75 tinham morrido em combate e cerca de 200 tinham ficado feridos em ação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.