EUA se dizem surpresos com imitação de Chávez em embaixada

O departamento de Estado dos EUA disseram hoje que a imitação do presidente Hugo Chávez, feita por um comediante na embaixada do país na Venezuela durante uma reunião para se protestar contra a liberdade de imprensa no país, ?tomou a todos de surpresa?.O departamento de Estado considerou o fato ?inapropriado?. ?Todos devem entender que esse comediante venezuelano não representa o governo dos EUA?. Segundo a nota, o ator ?abusou da hospitalidade do embaixador?. A atuação despertou protestos irados do governo venezuelano.A nota do departamento de Estado também diz que o governo norte-americano acompanha de perto o desenrolar do projeto de lei proposto pelo executivo da Venezuela que trata da ?responsabilidade social? dos meio de comunicação do país. A oposição acusa o governo de Chávez de querer instituir uma ?lei da mordaça? para a imprensa. Os partidos de oposição disseram hoje que irão resistir a aprovação durante a segunda discussão no plenário da Assembléia Nacional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.