EUA se oferecem para destruir armas químicas da Síria

Os EUA ofereceram ajuda para destruir parte das armas químicas mais letais do arsenal do regime da Síria, segundo informou a Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPCW, pelas iniciais em inglês) neste sábado.

Agência Estado

30 de novembro de 2013 | 09h37

Em comunicado, o diretor-geral da OPCW, Ahmet Uzumcu, disse que o governo norte-americano deseja contribuir com "tecnologia de destruição, apoio operacional e financiamento para neutralizar" as armas químicas.

Segundo Uzumcu, as armas provavelmente serão destruídas em um navio no Mar Mediterrâneo. A operação deverá ser concluída até 31 de dezembro, com assistência dos sírios.

A OPCW também espera que outras 800 toneladas de químicos, normalmente eliminados em instalações civis, sejam destruídos por empresas privadas como parte de um ambicioso plano de erradicar por completo o programa de armas químicas da Síria até meados de 2014. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUASíriaarmas químicas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.