EUA se recusam a receber ministro da Defesa de Israel

Objetivo das reuniões era condenar os comentários do secretário de Estado americano, John Kerry, sobre os esforços de paz na região

O Estado de S. Paulo

24 de outubro de 2014 | 15h21

WASHINGTON - Autoridades americanas disseram que o governo Obama recusou esta semana pedidos do ministro da Defesa de Israel para se reunir com altos assessores de Segurança Nacional com o objetivo de demonstrar descontentamento com os comentários negativos feitos pelo secretário de Estado americano, John Kerry, sobre os esforços de paz.

Enquanto o ministro Moshe Yalon se reuniu com o secretário de Defesa, Chuck Hagel, e a embaixadora americana nas Nações Unidas, Samantha Power, as autoridades disseram nesta sexta-feira, 24, que a Casa Branca e o Departamento de Estado rejeitaram as propostas israelenses de se encontrar com o vice-presidente Joe Biden, a conselheira de Segurança Nacional Susan Rice e Kerry.

As autoridades dissseram que os funcionários do governo tentaram evitar Yalon de ver Power, mas as objeções foram feitas muito tarde para cancelar a reunião. Os funcionários falaram sob condição de anonimato porque não estavam autorizados a falar sobre o assunto publicamente. / AP

 

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.