EUA seguem tratando América Latina como 'quintal', diz Raúl Castro

Na abertura da cúpula da Alba, presidente cubano acusa Obama de apoiar golpe em Honduras.

BBC Brasil, BBC

13 de dezembro de 2009 | 18h18

O presidente de Cuba, Raúl Castro, acusou os Estados Unidos de continuarem a tratar a América Latina como seu "quintal".

Falando na abertura da cúpula da Aliança Bolivariana para as Américas (Alba), em Havana, o líder cubano disse que o governo de Barack Obama mantém "sua doutrina de ocupar e dominar a qualquer preço o território que sempre considerou como seu quintal natural".

"A reativação da 4ª Frota (da Marinha americana) com capacidade e objetivos estratégicos anunciados para manobrar inclusive em águas internas dos países da região é uma prova de que os Estados Unidos não têm limites", afirmou, Castro, lembrando também o recente acordo que permite acesso americano a bases militares na Colômbia.

O líder cubano acusou ainda o governo Obama de ter apoiado aos golpistas em Honduras.

"Na América Latina, lutam dois projetos: um colonialista e neocolonial subordinado aos interesses do império, e outro das forças que representam as classes despossuídas e discriminadas", disse.

Êxitos

Castro enumerou ainda os sucessos da Alba em seus cinco anos de existência. Segundo ele, três países da Aliança - Bolívia, Nicarágua e Venezuela - conseguiram eliminar o analfabetismo por causa dos programas educativos do bloco.

Ele mencionou ainda que, na área econômica, um dos maiores êxitos foi a criação do Banco da Alba para o desenvolvimento de projetos econômicos e sociais.

O líder lembrou também que o comércio entre os países do bloco, a partir de 2010, começará a funcionar com um mecanismo de "compensação de pagamentos sem utilizar o dólar, mas sim uma unidade monetária chamada sucre".

A Alba foi criada e fundada há cinco anos pelo presidente da Venezuela, Hugo Chávez, e pelo então presidente de Cuba, Fidel Castro.

A cúpula em Havana deve terminar na terça-feira.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.