EUA: Shopping de Minnesota reforça segurança após vídeo instar ataques

Um shopping center, em Minnesota (EUA), teve sua segurança reforçada, neste domingo, afirmou o secretário de Segurança do Estado, Jeh Johnson, após um vídeo pedindo ataques a grandes shoppings centers emergir neste fim de semana.

Estadão Conteúdo

22 de fevereiro de 2015 | 15h46

Um vídeo de uma hora, pedindo ataques a shopping centers dos EUA, Canadá, Londres, foi supostamente divulgado pela Al-Shabaab, uma organização terrorista baseada na Somália, que assumiu a responsabilidade pelo ataque de 2013 ao Westgate Shopping Mall, em Nairóbi, no Quênia, que deixou 67 pessoas mortas.

"A segurança será reforçada", disse o secretário. "Mas a vigilância, a consciência pública e a cautela públicas em situações como esta são particularmente importantes, e esse é o ambiente em que estamos, francamente", acrescentou.

Johnson afirmou também que estava "muito preocupado com a ameaça potencial de atores independentes aqui nos EUA. A qualquer momento uma organização terrorista pede um ataque a um lugar específico, nós temos que levar isso a sério."

O Mall of America disse, em um comunicado, que tinha conhecimento de um vídeo, que incluía uma menção e imagens do shopping, localizado em Bloomington, Minnesota, e que estava tomando precauções extras de segurança. "Nós continuaremos a monitorar os eventos com a ajuda dos órgãos policiais federais, estaduais e locais", ressaltou a empresa. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
vídeoataqueshoppings

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.