EUA: Síria, Irã e Hezbollah minam estabilidade libanesa

Os Estados Unidos acusaram hoje a Síria, o Irã e o grupo xiita Hezbollah de tentarem colocar em perigo a estabilidade do Líbano e minarem a independência do país. A embaixadora norte-americana na Organização das Nações Unidas (ONU), Susan Rice, apontou a Síria por adotar um comportamento de "desrespeito flagrante" à soberania e independência do Líbano, citando a recente entrega de armamentos sofisticados ao Hezbollah e outras milícias, além da emissão dos pedidos de prisão contra 33 oficiais libaneses graduados e estrangeiros que vivem no país.

AE, Agência Estado

28 de outubro de 2010 | 18h26

Ela entregou o comunicado em nome da administração do presidente Barack Obama, logo em frente a uma sala onde integrantes do Conselho de Segurança (CS) da ONU mantêm uma reunião a portas fechadas, a respeito do mais recente relatório do Secretário-Geral da entidade, Ban Ki-moon, sobre o Líbano. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.