EUA sugerem que Japão abandone o pacifismo

O secretário de Estado dos EUA, Colin Powell, afirmou que o Japão terá que revisar sua Constituição pacifista caso queira tornar-se membro permanente do Conselho de Segurança da ONU. Em entrevista à imprensa japonesa, Powell disse que "se o Japão quer desempenhar um papel relevante no palco mundial, tornar-se um membro completo, ativo e participante do Conselho de Segurança e ter as obrigações que escolher como membro do Conselho de Segurança, o Artigo 9 terá que ser examinado sob essa luz". O Artigo 9 da Constituição japonesa, imposta ao país pelos EUA ao fim da Segunda Guerra Mundial, diz que "o povo japonês renuncia para sempre à guerra como um direito soberano da nação e à ameaça ou ao uso da força como meio de resolver disputas internacionais". Powell ressalvou que "se o Artigo 9 deve ou não ser modificado é uma questão para o povo japonês decidir, porque os EUA não teriam a pretensão de opinar". O secretário de Estado também exortou o Japão a "reconsiderar" seu acordo de desenvolvimento de petróleo com o Irã, a quem os EUA acusam de desenvolver um programa nuclear militar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.