Mark J. Terrill, File/AP
Mark J. Terrill, File/AP

EUA superam 7 milhões de novos casos de coronavírus 

Marca foi batida nesta sexta-feira, segundo a Universidade Johns Hopkins, na mesma semana em que o país ultrapassou os 200 mil mortos

Redação, O Estado de S.Paulo

25 de setembro de 2020 | 16h21
Atualizado 25 de setembro de 2020 | 19h16

WASHINGTON - Os Estados Unidos superaram nesta sexta-feira, 15, os 7 milhões de contágios pelo novo coronavírus desde o início da pandemia, segundo a contagem da Universidade Johns Hopkins. Na terça-feira, o país já havia superado a marca de 200 mil mortes em decorrência da covid-19, segundo a universidade.

De acordo com a universidade, os EUA registraram 1 milhão de novos casos de covid-19 e 20 mil mortes desde o dia 31 de agosto. O país, explicou, está em uma espécie de platô, com um estabilização em torno de 40 mil novos casos diários. 

O total de casos no país chegou a 7.005.746 hoje, de acordo com a instituição americana, que também calcula em 32,3 milhões o número de pessoas que já contraíram o vírus em todo o mundo.

O fato ocorre seis semanas antes da eleição presidencial em que Donald Trump tenta a reeleição contra o democrata Joe Biden.  O país é o mais atingido em número de mortes, seguido por Brasil - com 139 mil - e Índia - com 92 mil.

O chefe do programa de emergências da Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou nesta sexta-feira que o número de mortes causadas pelo coronavírus pode dobrar para 2 milhões antes que uma vacina bem-sucedida seja amplamente distribuída. Segundo ele, pode ser ainda maior sem uma ação conjunta para conter a pandemia./AFP, EFE e REUTERS 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.