EUA têm 1/4 dos detentos do mundo

Lei mais rigorosa e sentenças mais longas explicam fenômeno em país que tem menos de 5% da população mundial

Adam Liptak, The New York Times, O Estadao de S.Paulo

24 de abril de 2008 | 00h00

Os EUA têm menos de 5% da população mundial, mas quase um quarto dos prisioneiros do planeta. Os americanos são presos por delitos - que vão de passar cheques sem fundos a usar drogas - que raramente produzem penas de prisão em outros países. E, em particular, são mantidos presos por mais tempo que os prisioneiros de outras nações.Criminologistas e especialistas jurídicos de outros países industrializados dizem-se confusos e estarrecidos com a quantidade e a duração das penas de prisão americanas. Por exemplo, os EUA têm 2,3 milhões de criminosos atrás das grades, mais que qualquer outra nação, segundo dados do International Center for Prison Studies do King?s College de Londres. A China, quatro vezes mais populosa que os EUA, ocupa um distante segundo lugar, com 1,6 milhão de presos (número que exclui centenas de milhares de pessoas mantidas em detenção administrativa). San Marino, com uma população de aproximadamente 30 mil habitantes, está em último lugar da longa lista de 218 países compilada pelo centro. Tem apenas um prisioneiro. Os EUA aparecem em primeiro, também, numa lista mais significativa do centro de estudos prisionais, a que classifica pela proporção de presos em relação à população. Eles têm 751 pessoas em presídios ou cadeias para cada 100 mil habitantes. Levando-se em conta apenas os adultos, 1 em cada 100 americanos está preso. A única outra nação industrializada que chega perto é a Rússia, com 627 presos por cada 100 mil habitantes. As outras têm proporções muito inferiores. A da Inglaterra é 151; da Alemanha, 88; e do Japão, 63. A média de todas as nações é de 125, aproximadamente um sexto da taxa americana. Vários fatores explicam a alta taxa dos EUA: níveis mais altos de crimes violentos, sentenças mais duras, um legado de agitação racial, rigor no combate às drogas e até mesmo a falta de uma rede de proteção social destinada a prevenir a delinqüência.NÚMEROS2,3 milhões de pessoas cumprem penas em prisões dos EUA751 em cada 100 mil americanos estão em presídios ou cadeias

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.