EUA temem "presente de Natal" da Al-Qaeda

Atentados ocorridos no Paquistão e na Indonésia e de autoria atribuída ao grupo extremista Al-Qaeda preocupam o serviço secreto norte-americano, já que na Internet alguns sites abastecidos por supostos fundamentalistas islâmicos prometem aos Estados Unidos um "presente de Natal". Essas páginas da rede mundial de computadores publicam supostos materiais ligados à rede, liderada pelo milionário saudita Osama bin Laden. Recentemente, veio à tona uma mensagem que promete atentados no fim do Ramadã, o mês sagrado para os muçulmanos."Ainda não aprenderam a lição, não entenderam as razões dos ataques a Washington e Nova York. Povo norte-americano: vocês são vítimas de seus líderes, mas são um aliado a mais nessa guerra contra nós. O presente de Natal está a caminho", diz o texto atribuído à Al-Qaeda. Ontem, por ocasião do fim do Ramadã, voltou a aparecer também o mulá Mohammed Omar, líder espiritual da milícia Taleban. Num fax atribuído a ele, Omar prometeu aos EUA "hostilidade, caos e destruição" no caso de um ataque contra o Iraque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.