EUA tentam convencer Rússia a não vetar resolução

O subsecretário de estado dos EUA, John Bolton, informou que os EUA pretendem convencer a Rússia a que não lance mão do direito de veto no Conselho de Segurança (CS) da ONU, durante a votação da resolução, proposta por Estados Unidos, Espanha e Reino Unido, que abre caminho para um ataque ao Iraque. ?Preferimos que a Rússia não use o veto, caso não apóie a resolução?, disse Bolton.Até o momento, a Rússia vem apoiando o memorando apresentado por França e Alemanha, com um plano para o desarmamento gradual do Iraque, apoiado em mais inspeções. O grupo conta, ainda, com o apoio da China.Bolton não acredita que a proposta franco-alemã sirva para desarmar Saddam Hussein, mas é difícil que a Rússia mude de opinião às vésperas de uma visita do primeiro-ministro alemão, Gerhard Schroeder, que chega amanhã a Moscou.A diplomacia americana espera que, quando chegar a hora da votação, na ONU, dentro de duas semanas, a Rússia se aproximará da posição americana, aprovando a nova resolução com poucas emendas.Bolton argumenta que há uma fresta para o diálogo com Moscou na questão, e chamou atenção para os esforços que, segundo ele, a diplomacia dos EUA empreende para assegurar o desarmamento ?pacífico? do Iraque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.