EUA tentam desestabilizar Cuba com "guerra suja", diz Havana

O governo cubano afirmou nesta terça-feira que os Estados Unidos tentam desestabilizar a ilha comunista e sua aliada Venezuela com a recente nomeação de um "chefe de missão" de inteligência para os dois países latino-americanos.Na última sexta-feira, Jack Patrick Maher foi designado interinamente pelo diretor nacional de inteligência John Negroponte como responsável pela missão destinada especialmente às duas nações, cujos líderes mantêm fortes rusgas com os Estados Unidos.Cuba não tem relações diplomáticas com os Estados Unidos há 45 anos. Embora a Venezuela mantenha laços com Washington e seja uma importante fonte de petróleo para os americanos, os Estados Unidos expressaram seu alarme com as fortes ligações da nação sul-americana com Cuba.De acordo com a mídia estatal cubana, os Estados Unidos pretendem desestabilizar os dois governos latinos por meio de uma "guerra suja". "Não é preciso ser um especialista nessas questões para deduzir que os Estados Unidos tentarão por todos os meios aumentar seus agentes da CIA dentro de Cuba e Venezuela (...)", afirmou hoje o jornal Juventud Rebelde. "A guerra terá a intenção de alterar e destruir as duas revoluções que cometem o terrível pecado de servir como exemplo a todo um continente".Segundo Washington, o "chefe de missão" para Cuba e Venezuela terá como objetivo a coordenação dos esforços da comunidade de espionagem dos Estados Unidos para analisar as informações de inteligências provenientes de ambas as nações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.