EUA tentam liberação de dinheiro da Coréia do Norte

O subsecretário do Tesouro adjunto para a luta contra o terrorismo e crimes financeiros dos Estados Unidos, Daniel Glaser, vai neste sábado, 24, a Pequim para tentar acelerar a liberação de US$ 25 milhões que permanecem congelados no Banco Delta Asia, de Macau, desde 2005.Segundo informou na sexta-feira, 23, em comunicado o próprio Glaser, ele e uma delegação de funcionários americanos vão "oferecer assistência" às autoridades de Macau e da China.A Coréia do Norte se recusou a voltar a participar das conversas com a Coréia do Sul, China, Rússia, EUA e Japão para a desnuclearização da península coreana. O regime comunista exige antes a liberação dos US$ 25 milhões.Na sexta-feira, Seul mostrou sua confiança na desnuclearização de Pyongyang antes da data prevista de 14 de abril. O ministro de Relações Exteriores sul-coreano, Song Min-soon, disse que o problema "técnico" que impede a transferência do dinheiro deverá ser resolvido na próxima semana.Faltam 20 dias para que o fim do prazo dado a Pyongyang para desligar seu reator nuclear de Yongbyon, em troca de 1 milhão de toneladas de petróleo.

Agencia Estado,

24 de março de 2007 | 02h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.