EUA tentam se recuperar da pior nevasca em décadas

Equipes de escavadeiras de neve esforçam-se para limpar estradas e pistas de aeroportos no nordeste dos Estados Unidos, depois que as piores tempestades a atingir a região, em décadas, enterraram a área em camadas de até 1,2 metro de neve.Escolas permaneceram fechadas de West Virginia a Connecticut, e Washington ordenou que as repartições federais não abrissem as portas. ?É uma terra de ninguém lá fora?, disse o supervisor de rodovias estaduais para o condado de Garrett, em Maryland, Paul McIntyre. A região sob supervisão de McIntyre recebeu 1,24 metro de neve, sobre uma camada, já depositada por tempestades anteriores, de três metros. ?Parece mais a Sibéria?, disse.Pelo menos 37 mortes foram atribuídas à tempestade desde o início da nevasca, no final de semana, e mais de 250 mil lares e empresas estão sem energia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.