EUA terão mais de 300 milhões habitantes a partir de outubro

Os EUA demoraram 139 anos para atingir uma população de 100 milhões de pessoas, e apenas 52 anos para somar outras 100 milhões, em 1967. Agora, em algum dia de outubro, com um intervalo de apenas 39 anos, os EUA terão mais de 300 milhões de habitantes. O momento será aclamado como outro símbolo da energia infinita e vitalidade única dos EUA. A informação é do site U.S. News. Os EUA apresentaram crescimento em todas as vezes que o Escritório de Censo realizou a pesquisa, começando em 1790, quando os fundadores contaram menos de quatro milhões - aproximadamente metade da população atual de Nova York. O crescimento recente foi extraordinário. Desde 2000, a população aumentou em 20 milhões. Comparado ao Leste europeu, com as taxas de natalidade diminuindo, ou Japão, onde a população encolhe, os EUA apenas crescem. É a terceira maior população do mundo, atrás apenas da China e da Índia. "o crescimento é uma questão que devemos administrar", diz Kenneth Prewitt, ex-chefe do Escritório de Censo, mas é mais fácil administrar que perder a sua população". Ao examinar os números cuidadosamente é possível encontrar as três direções do crescimento. A primeira é a migração. Com o declínio das indústrias no nordeste e meio-oeste do país, milhões de americanos se mudaram para o sul e oeste, atualmente lar de metade da população, e em crescimento. Imigração é a seguinte. Nas últimas quatro décadas, imigrantes, principalmente do México e da América Latina, contribuíram com tal crescimento. De acordo com Jeffrey Passel, do Centro Hispânico Pew, dos novos 100 milhões de americanos, 53% são imigrantes ou seus descendentes. Por último estão os tão alardeados trabalhadores temporários. Segundo a ONG Escritório de Referência Populacional, os EUA estão se tornando maiores, mais velhos e mais diversificados.As implicações são vastas e variadas, e afetam a cultura, a política e a economia dos EUA. Um exemplo é o atual debate acalorado no congresso sobre imigração.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.