EUA teriam eliminado suposto extremista no Paquistão

Funcionários do governo paquistanês disseram que três ataques de mísseis americanos ocorreram perto da fronteira do Afeganistão e mataram pelo menos 54 pessoas. Segundo eles, os ataques aconteceram mais cedo hoje, na região tribal de Khyber. Eles afirmam que entre os mortos, todos supostos militantes, estão chefes do grupo extremista Lashkar-e-Islam. Eles falaram sob anonimato. As informações são da Associated Press.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.