EUA testam com sucesso "escudo" antimísseis na Califórnia

Um interceptador lançado de uma base militar na Califórnia derrubou nesta sexta-feira um míssil sobre o Oceano Pacífico na primeira prova com sucesso do "escudo" antimísseis dos EUA em quatro anos, segundo informou o Departamento de Defesa."Superamos nossos objetivos" com o experimento, disse o tenente-general Henry Obering, diretor da Agência do Pentágono de Defesa contra Mísseis.Esta foi a primeira vez que um artefato foi derrubado desde outubro de 2002, já que testes realizados em dezembro de 2004 e fevereiro de 2005 fracassaram porque os projéteis utilizados para a interceptação dos artefatos não saíram de seus silos.Apesar dos problemas envolvendo este programa multimilionário da Defesa, os EUA o ativaram em junho, quando seus satélites espiões descobriram que a Coréia do Norte preparava várias provas com lançamentos de mísseis.Obering explicou que os sistemas usados nesta sexta-feira são os mesmos que seriam empregados para derrubar um míssil intercontinental como o norte-coreano Taepodong 2 que, segundo especialistas, tem capacidade para alcançar o Alasca.O experimento, que custou US$ 85 milhões de dólares, consistiu no lançamento de um míssil "hostil" de Kodiak (Alasca), que acabou sendo destruído por um interceptador que saiu da base aérea de Vandenberg."Apesar de os testes terem sido um sucesso, o programa de provas não está concluído. As provas continuarão. Algumas terão êxito e outras não", afirmou, de forma cautelosa, o secretário de Defesa, Donald Rumsfeld, em comunicado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.