EUA tiram urânio do Iraque sem permissão da ONU

O governo americano não tinha permissão da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), da ONU, quando despachou urânio e outros materiais altamente radioativos, que poderiam ser usados em bombas, do Iraque para os EUA. As quase duas toneladas de urânio e outros materiais tinham sido lacradas pela AIEA no complexo nuclear de Tuwaitha, 19 km ao sul de Bagdá, mas foram retiradas do Iraque pelos americanos.?As autoridades americanas apenas informaram que pretendiam remover os materiais, mas nunca pediram permissão?, disse Gustavo Zlauvinen, chefe do escritório da AIEA em Nova York. O secretário de Energia dos EUA, Spencer Abraham, revelou a transferência secreta como uma ?importante conquista? no processo de ?manter material nuclear... longe das mãos dos terroristas?.Um representante da ONU, falando sob condição de anonimidade, disse que há preocupação quanto à legalidade da transferência, porque o material nuclear era, oficialmente, propriedade iraquiana sob custódia da AIEA.

Agencia Estado,

07 de julho de 2004 | 20h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.