EUA tomam 80% de Faluja e perdem 22 homens, diz general

O general John Sattler, dos Fuzileiros Navais dos EUA, disse que as forças americanas ocupam 80% da cidade iraquiana de Faluja, alvo da ofensiva iniciada na segunda-feira. Caças F-18 e plataformas de tiro AC-130 continuam a bombardear áreas da cidade. Segundo a CNN, os alvos dos ataques aéreos agora seriam túneis usados pelos guerrilheiros da resistência iraquiana. O comando militar dos EUA disse que 22 soldados americanos morreram e cerca de 170 ficaram feridos nos cinco dias de combate; cerca de 600 guerrilheiros teriam sido mortos.Em Bagdá, um soldado americano foi morto e outros três ficaram feridos em um tiroteio ocorrido hoje. Nos arredores da capital iraquiana, os guerrilheiros derrubaram um helicóptero militar Blackhawk; os quatro ocupantes ficaram feridos. Em Tal Afar, 50 km a oeste de Mossul, no norte do Iraque, guerrilheiros invadiram uma delegacia de polícia, libertaram todos os presos e em seguida explodiram o prédio. Mossul fica na região controlada pelos curdos, que era apontada até recentemente como uma "ilha de estabilidade" no Iraque.As baixas ocorridas nos últimos dias elevaram o número de militares americanos mortos no Iraque para 1.163 desde o começo da invasão, em março do ano passado; a coalizão que invadiu o Iraque contabiliza 1.309 militares mortos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.