Aris Messinis/AFP
Aris Messinis/AFP

EUA transferem embaixada ucraniana para o interior

Medida foi tomada diante da 'dramática aceleração' da concentração de militares russos na fronteira, disse governo americano

Redação, O Estado de S.Paulo

14 de fevereiro de 2022 | 17h12

WASHINGTON - Os Estados Unidos decidiram transferir sua embaixada na Ucrânia de Kiev a Lviv, no Oeste do país, diante da "dramática aceleração" da concentração de militares russos na fronteira, disse nesta segunda-feira, 14, o secretário de Estado, Antony Blinken.

"A embaixada continuará em contato com o governo ucraniano", mas "exortamos fortemente todos os cidadãos americanos ainda na Ucrânia a deixarem o país imediatamente", disse Blinken em um comunicado. "Continuamos também nossos intensos esforços diplomáticos para desescalar a crise", acrescentou. 

Os Estados Unidos já tinham reduzido seus funcionários em Kiev, mantendo apenas trabalhadores diplomáticos e consulares essenciais.

Uma reduzida presença consular foi instalada em Lviv, a 70 km da fronteira com a Polônia, para atender casos urgentes.

Na delegação em Kiev, um agente de segurança disse à Agência France-Presse que todos os americanos tinham partido e que o prédio já estava fechado. Nenhuma bandeira americana era visível. /AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.