EUA: Ucrânia pode precisar de empréstimo emergencial

A Ucrânia pode precisar de um empréstimo de emergência de curto prazo do Fundo Monetário Internacional (FMI) para ajudar em suas necessidades de financiamento, enquanto Kiev negocia um resgate maior, disse um funcionário do Tesouro dos EUA nesta quinta-feira.

AE, Agência Estado

06 de março de 2014 | 14h13

Os EUA planejam completar um resgate do FMI para o governo pró-ocidental na Ucrânia com o seu próprio pacote de financiamento. A Câmara dos Representantes dos EUA deve aprovar ainda hoje um pacote de ajuda para a Ucrânia, que inclui US$ 1 bilhão em garantias de empréstimos.

"A Ucrânia poderia precisar de uma ponte, de um pacote de assistência de curto prazo como um meio para chegar a um acordo maior com o FMI", afirmou Daleep Singh, vice-secretário assistente do Tesouro para a Europa e Eurásia, à Comissão de Relações Exteriores da Câmara. "Nós não sabemos ainda se essa flexibilidade será necessária, mas é uma boa ideia tê-la", afirmou.

Os comentários marcam a primeira vez que a administração Obama reconheceu publicamente a possibilidade de um empréstimo do FMI no curto prazo para a Ucrânia, uma possível estratégia de resgate que as nações europeias têm discutido. Os EUA é o maior membro e mais poderoso do FMI, tornando seus pontos de vista críticos para os planos mais amplos de resgate do Fundo.

A economia da Ucrânia está a alguns meses de um calote, depois de anos de má gestão. A crise política do país, o que gerou um conflito entre a Rússia e o Ocidente, está acelerando a deterioração da economia. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Euaucrâniaempréstimofmi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.