EUA vão agir caso a Síria tenha recebido armas de Saddam

A conselheira de Segurança Nacional dosEstados Unidos advertiu a Síria de que os EUA "seriam obrigados a agir" caso Damasco tenha permitido que armas de destruição em massa iraquianas entrassem no país durante a guerra ao Iraque.Numa entrevista publicada nesta quarta-feira no El País e em outros três jornais espanhóis, Condoleezza Rice disse que as forças dos EUA acabarão encontrando armas químicas e biológicas no Iraque.Se a Síria recebeu armas de destruição em massa de Saddam, isso criaria uma situação muito séria, e a comunidade internacional se veria forçada a agir, advertiu Rice. Perguntada se os EUA iriam invadir a Síria, Rice repetiu que a comunidade internacional "seria obrigada a agir"."Temos garantias dos sírios de que nada cruzou suas fronteiras. O tempo dirá", afirmou Rice. Os EUA acusaram publicamente a Síria de ter dado abrigo a oficiais fugitivos do regime de Saddam Hussein, de desenvolver suas próprias armas de destruição em massa e de ter enviadotecnologia e combatentes para o Iraque.Falando nesta quarta-feira a repórteres em Madri, o embaixador sírio na Espanha, Mohsen Bilal, classificou de "falsas" as alegaçõesamericanas. "Não temos medo nem segredos", garantiu.Veja o especial :

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.