EUA vão embora se governo iraquiano pedir, diz Powell

O secretário de Estado dos EUA, Colin Powell, disse que as tropas americanas deixarão o Iraque se isso for solicitado pelo governo interino que assumirá o poder em 30 de junho. Mas acrescentou que não acredita que o pedido venha a acontecer. Mais cedo, em conversa com autoridades regionais iraquianas, o chefe da administração civil dos EUA no Iraque, Paul Bremer, havia feito a mesma afirmação. Seguindo linha semelhante, as chancelarias da Grã-Bretanha, Itália e Japão também assinalaram hoje que retirariam seu contingente militar da coalizão se o novo governo solicitar. Os comentários sobre a retirada das forças estrangeiras ocorre num momento de fortes críticas internacionais pelos abusos de presos no Iraque e de intensas negociações para a formação da administração provisória, conduzidas pelo enviado especial da ONU, o argelino Lakhdar Brahimi.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.