EUA vão "forçar" autoridade no gabinete iraquiano

As autoridades civis responsáveis pela ocupação americana do Iraque vai ?forçar? autoridade no novo gabinete de ministros formado por cidadãos do país. L. Paul Bremer, o administrador dos governo dos EUA para o Iraque, disse que ?nos negócios cotidianos do governo está nas mãos deles (ministério)?. ?É nossa intenção manter autoridade e responsabilidade ligadas, portanto, conforme eles se acomodarem em suas novas posições, os conselheiros da coalizão não irão apenas ceder autoridade, vamos forçar autoridade?.?O caminho para a soberania iraquiana plena é claro e visível?, acrescentou. Os comentário de Bremer vêm pouco depois de um dos membros do Conselho Governante do Iraque, grupo nomeado pelos EUA e responsável pela indicação do ministério de 25 membros, ter exigido o fim da ocupação estrangeira do país.No sábado, outro membro do Conselho havia suspendido sua participação no colegiado, em protesto contra a falta se segurança no país. Bremer, no entanto, garante que não há divisões entre sua administração e o conselho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.