EUA vão reagir a seqüestro de cidadãos no exterior

Os EUA vão reagir de agora em diante ao seqüestro de seus cidadãos no exterior e podem vir até a empreender ações armadas para resgatá-los, informou nesta segunda-feira o diário The New York Times, citando fontes da administração. O presidente George W. Bush já teria dado seu aval à nova política.Um subcomitê especial criado dentro do Conselho de Segurança Nacional analisará cada caso e poderá optar pela intervenção direta em outro país, no que constitui uma mudança na tradicional posição da Casa Branca de não imiscuir-se no caso de seqüestro de cidadãos comuns (não integrantes de órgãos governamentais).Além disso, o governo intensificará a cooperação com as autoridades de cada país e removerá a proibição de pagamento de resgates.O jornalista americano Daniel Pearl, seqüestrado no dia 23 por militantes islâmicos no Paquistão, continua desaparecido. Nesta segunda-feira, a polícia paquistanesa desativou quatro explosivos programados para destruir instalações do aeroporto de Karachi.As autoridades acreditam que os promotores desse atentado têm conexão com os seqüestradores de Pearl e esses atos sejam parte de uma campanha para desestabilizar o governo do general Pervez Musharraf.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.