EUA vão reduzir patrulhas de combate aéreo

O Pentágono propôs um plano para reduzir o número e a freqüência das patrulhas de combate aéreo, em vigor 24 horas por dia nos Estados Unidos desde os ataques terroristas de 11 de setembro, disse uma porta-voz, nesta segunda-feira."Estamos examinando um plano (...) que vai empregar uma mescla das patrulhas de combate aéreo sobre certas localidades", afirmou a porta-voz do Pentágono, Victoria Clarke.Clarke disse que o plano também usaria "patrulhas de combate aéreo intermitentes, numa base ad hoc (para executar determinada tarefa)", e colocaria jatos de combate em várias bases militares em "alerta", o que lhes dá 15 minutos para estarem prontos para combate."Será uma mescla branda que podemos usar e que adequaremos à medida que as ameaças exigirem", disse Clarke aos repórteres. A porta-voz declarou que não tinha conhecimento sobre quando o plano seria implementado.Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.