EUA vão rejeitar extradição de agentes da CIA para Itália

Os EUA vão rejeitar qualquer pedido de extradição de agentes da CIA para a Itália, disse nesta quarta-feira, 28, o consultor jurídico do Departamento de Estado americano, John Bellinger.Neste mês, um juiz de Milão determinou que 26 supostos agentes da CIA sejam julgados junto com espiões italianos pelo seqüestro do clérigo islâmico Hassan Mustafa Omar Nasr, conhecido como Abu Omar.Omar foi seqüestrado em Milão, na Itália, em fevereiro de 2003. De acordo com promotores italianos, uma equipe liderada pela CIA teria levado o clérigo para o Egito, onde a vítima diz ter sido ameaçada e torturada."Não recebemos nenhum pedido de extradição da Itália", disse Bellinger, em entrevista coletiva. "Se recebermos, não vamos extraditar funcionários dos EUA para a Itália".O consultor americano, que está em Bruxelas para reuniões com assessores jurídicos europeus, não comentou detalhes do caso, mas disse que os EUA nunca entregariam um suspeito a outro país sem receber garantias.Ele admitiu que há preocupação na Europa com as táticas empregadas pelo governo do presidente George W. Bush no combate ao terrorismo, mas afirmou que o risco de autoridades americanas sofrerem processos judiciais na Europa está prejudicando a cooperação entre ambos.Entre os indiciados pelo seqüestro de Omar estão Jeff Castelli, ex-chefe da CIA em Roma, Robert Lady, ex-chefe da CIA em Milão, e Nicolo Pollari, ex-diretor do Serviço Italiano de Inteligência Militar (Sismi).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.