EUA vão retomar cooperação com força militar indonésia

Os Estados Unidos anunciaram hoje que vão retomar a cooperação com as forças especiais da Indonésia. O contato foi interrompido mais de uma década atrás por causa de acusações de violação aos direitos humanos cometidos pela unidade. O secretário de Defesa norte-americano, Robert Gates, fez o anúncio depois de se reunir com o presidente da Indonésia, Susilo Bambang Yudhoyono, na capital do país, Jacarta. O governo da nação asiática afirmou que gostaria que os EUA considerassem a retomada de treinamento conjunto.

AE-AP, Agência Estado

22 de julho de 2010 | 11h21

A decisão é vista como uma vitória do Exército indonésio, que afirma ter feito grandes progressos na questão dos direitos humanos. As forças especiais do país foram acusadas de abusos nos anos 1990 nas províncias de Papua e Aceh e na antiga província do Timor Leste, que desde então se tornou independente.

Os EUA cortaram relações com as forças especiais por meio de uma lei de 1997 que proíbe o país de treinar unidades militares estrangeiras acusadas de violações aos direitos humanos. A proibição pode ser levantada se houve medidas substanciais para levar os culpados à Justiça.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.