EUA vão rever contatos com a China

O presidente americano, George W. Bush, disse hoje que os EUA estão revendo "caso a caso" todos os contatos militares com a China e irão suspender os que não beneficiem o amplo relacionamento.Bush fez o anúncio um dia após funcionários Pentágono divulgarem "por engano" um comunicado anunciando a suspensão das relações militares com a China porque esse país não havia devolvido o avião espião americano retido na ilha chinesa de Hainan há mais de mês.O secretário de Estado, Colin Powell, disse hoje que os EUA estão considerando opor-se à candidatura da China para sediar os Jogos Olímpicos de 2008. Powell disse que o governo começou a reconsiderar sua oposição à candidatura já durante a retenção na China, por 11 dias, da tripulação do avião espião.Bush disse que o governo chinês "deve entender que seremos firmes em nossa filosofia, consistentes em nossas crenças e que queremos trabalhar para uma relação positiva para ambos os países".A notícia de que o secretário de Defesa, Donald Rumsfeld, vai examinar caso a caso o intercâmbio militar sino-americano, criou uma confusão sobre o alcance da medida. E o porta-voz presidencial, Ari Fleischer, disse que ela não implica uma deterioração nas já tensas relações com a China.Pequim advertiu hoje que a decisão do presidente americano de levar adiante seu compromisso de construir um escudo antimísseis poderá desencadear uma nova corrida armamentista. O Diário do Povo, jornal oficial chinês, destacou que Bush levará o projeto adiante apesar das objeções mundiais "porque teme ser considerado um líder débil".Os militares chineses não deram hoje o respaldo técnico pedido pela equipe americana que inspeciona o avião espião americano que colidiu com um caça chinês há um mês no Mar do Sul da China. Por isso, os técnicos não puderam ligar os motores para examinar seus sistemas eletrônicos e hidráulicos. Não está claro se a atitude chinesa é em represália às recentes medidas adotadas pelos EUA.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.