EUA vão soltar médico preso no Afeganistão

Um médico iemenita detido em Guantánamo, Cuba, será solto e levado a um país ainda não especificado sob o projeto do governo americano para fechar a polêmica prisão. Ayman Saeed Batarfi, de 38 anos, foi preso no Afeganistão no final de 2001 e transferido para Guantánamo em 2002. Segundo seus advogados, ele estava em uma missão humanitária.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.