EUA veem risco de ataque a equipes de resgate no Paquistão

Equipes de resgate estrangeiras e ministros paquistaneses que atuam nos trabalhos após as enchentes no Paquistão podem ser alvos de militantes, disse o Departamento de Estado norte-americano nesta quinta-feira.

REUTERS

26 de agosto de 2010 | 16h13

"Temos informação de... equipes de ajuda estrangeiras no Paquistão e também ministros do governo como potenciais alvos", afirmou o porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, P.J. Crowley.

"Sem entrar nos assuntos de inteligência, estamos em posse de informações ameaçadoras", disse ele. "Estamos falando e trabalhando com o governo do Paquistão para fazer tudo o que podemos para garantir que a nossa resposta ao desastre e resposta do Paquistão ao desastre possa continuar sob a luz dessa ameaça".

O Paquistão ordenou novas retiradas da província de Sindh nesta quinta-feira em meio às dificuldades do país em distribuir ajuda às milhões de pessoas desalojadas pelas enchentes.

As águas das enchentes começaram a baixar em todo o país, mas devido à possibilidade de mais chuvas, o risco de enchentes continua na província de Sindh.

(Reportagem de Arshad Mohammed)

Tudo o que sabemos sobre:
PAQUISTAORISCOATAQUES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.