Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

EUA vetam resolução contra Israel na ONU

Os norte-americanos usaram o poder de veto no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) para impedir um projeto de resolução condenatória a Israel pela construção de um muro separando o país dos territórios palestinos da Cisjordânia. Os Estados Unidos, único país a votar contra a resolução, sugeriram, como alternativa, convocar todos os envolvidos em conflitos no Oriente Médio a desmantelar os grupos terroristas. O portal www.estadao.com.br noticiou erroneamente, de madrugada, que os americanos haviam vetado o projeto de Israel de construir o muro. A votação aconteceu após um forte debate em que vários dos 40 oradores qualificaram a construção do muro como um ato racista, colonialista, além de invasão de território. O embaixador dos Estados Unidos, John Negroponte, disse que uma resolução contra Israel seria ?desequilibrada? e ?não fomentava os objetivos de paz e segurança na região?. O embaixador sírio, Fayssal Mekdad, cujo país é a única nação árabe com um representante no Conselho, havia apresentado o projeto na última quinta-feira, em nome da Liga Árabe. A proposta foi feita uma semana depois da aprovação, pelo gabinete israelense, da extensão do muro - que entraria na Cisjordânia para rodear assentamentos judeus.O representante de Israel na ONU qualificou o muro como uma legítima defesa contra o terrorismo. Mas os palestinos o qualificaram como algo pior que a segregação racial, além de roubo de território. O embaixador palestino na ONU, Nasser Al-Kidwa, referiu-se à barreira como uma ?muralha expansionista, um crime contra a humanidade? que só traria mais sofrimento ao povo palestino.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.